tem no suburbio logo branco.png
  • Rafael Bastos

Laboratório de Transformação Cultural

São inegáveis os impactos sofridos pelo setor cultural nos últimos anos, uma situação que só se agravou ainda mais com a pandemia. Nas favelas e periferias, os efeitos são sentidos ainda mais por aqueles que tinham na cultura a sua principal fonte de renda, e dão espaço para um aprofundamento na marginalização dessas pessoas.

Com objetivo de fomentar a cultura nas periferias da cidade do Rio de Janeiro a ANF Produções pensou no Laboratório de Transformação Cultural. Através desse projeto, aprovado no edital de Retomada Cultural, será realizado um curso online para jovens de 16 a 28 anos, moradores de favelas e periferias do Rio de Janeiro, de formação livre em Criação, Gestão e Produção Cultural com foco na metodologia do “Saber Fazer para Transformar”.


O laboratório tem como objetivo contribuir com o processo emancipatório desses jovens a partir do acesso a mecanismos e técnicas para criação, gestão e produção cultural, viabilizar o protagonismo das potencialidades individuais e coletivas na transformação social e econômica do seu território. Palestras de sensibilização serão realizadas incentivando os alunos a apresentação de uma proposta de ideia de transformação cultural. Uma banca de especialistas selecionará as 60 melhores propostas para serem desenvolvidas durante o curso. No término do laboratório os projetos estarão aptos a serem realizados.


"Buscamos com esse projeto que a cultura possa dar um novo rumo a vida de cada participante, bem como ajudar na economia de nossa cidade e a retomada cultural que precisamos para melhoria das periferias cariocas."

Ainda falando sobre os impactos sofridos pela cultura, é de vital importância fazer uma análise profunda desses impactos, para ter uma real noção da gravidade da situação, apresentar esses dados de forma clara, e usá-los para contribuir nos processos de retomada.


Mas quais foram as perdas sofridas? De que números estamos falando? O que têm a dizer as pessoas que foram atingidas nesse processo?


É com base nesses questionamentos que o Instituto de Pesquisa DATA ANF terá uma oportunidade inédita de realizar a pesquisa “Cultura na Periferia, como vamos?” para mapear os impactos da pandemia do novo coronavírus sobre as condições da produção artística e cultural de diversos territórios do Rio, como Cidade de Deus, Complexo do Alemão, Mangueira, Rio das Pedras, entre outros.

O objetivo da pesquisa é levantar o máximo de produções culturais que foram interrompidas no período da pandemia no Rio de Janeiro. Um grupo de pesquisadores realizará a pesquisa via telefone no período de 03/02 a 07/03. Você encontra o link pra participar da pesquisa em @institutodataanf. O resultado da pesquisa será divulgado nas redes sociais do Grupo ANF e se desdobrará em uma Mostra.


“Cultura na Periferia, como vamos?” é uma clara demonstração da oportunidade e viabilidade de trazer referências culturais importantes desses territórios para fortalecimento da construção das suas identidades locais. As inscrições para a Mostra acontecem de 22/02 a 07/03.